quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Orientações prévias para a Defesa de Tese

Algumas sugestões que consideramos necessárias:

1. Exponha seu trabalho, em pé, dentro dos 20 mínutos propostos, seja breve;

2. Escute a arguição da banca sentado, um por vez, sem se manifestar até ser solicitado;

3. Seja humilde e sincero, não revide;

4. Quando for convidado a responder, esclareça com humildade os pontos que estão nos pareceres;

5. Exponha as suas idéias distanciando-se das críticas, afirmando que o propósito era outro e que as considerações sugeridas só acrescem mais o trabalho;

6. Informe claramente, sem enrolar, o pensamento mestre da Tese, que conheces profundamente, fale pausadamente e com senso de confiança, sugerindo que o restante existente não passa de ilusão no campo das idéias.

7. Mostre como foi contruída a Tese e que muitas outras coisas podem vir a seguir.

8. Não se deixe envolver pela energia crítica, isole-se através da meditação.

9. Respeite as notas atribuidas, dando-se por feliz se caso for aprovado;

10. Não procure culpados, use sempre a terceira pessoa do plural, seja o autor do seu trabalho, acredite que está muito bom e estará.

Não nos afastaremos,
Vigie e ore,

Plísius, Espírito Guia.

Votos de Boa Sorte

Marlon,

Viemos, publicamente te desejar boa sorte e confiança na apresentação de amanhã. A Cata estará comigo, vou fazer um esforço para levá-la, ela também quer te ver.

Não te preocupa com o Padre, ele é assim mesmo, se não mudou até hojé, não é amanhã que mudará. Respeite-o e aceite as considerações da banca com humildade, não te expõe com palavras frívolas, fala só o necessário.

Tu fez um belo trabalho, eu gostei, precisa de retoques como qualquer outro, mas está aceitável para o nível que tu pretende. Fizemos a mesma descrição para o Garivaldino, no que dis respeito às escavações. Utilizamos, em Roraima, o mesmo método de análise através dos antiplásticos. Criamos, inclusive uma seriação, considerando apenas o antiplástico.

Não tenha medo meu filho, as tuas leituras falam por si mesmo, acabando por descobrir verdade que outras pessoas nem suspeitam. Vai ser muito bom rever a Betty e os demais colegas.

Numa palavra: humildade,

Até amanhã,

Pedro Augusto e Cata, Espíritos.

Boa sorte Marlon

Oi querido,

Gostariamos de lhe desejar uma bom sorte na trabalho amanhã. Estaremos juntos, para prestigiá-lo.

Vai dar tudo certa, não duvide jamais da sua conhecimento.

Com amor,

Clifford Evans & Betty Meggers, Espíritos cientístas

Good Luck

Hi there,

We came here to wish you a very nice and beautiful researchs conclusions.

Hope for the best,

Lord Pitt-Rivers, Spírit

Considerations

Hi, Dear Friend,

I need to offer you my thoughts about your last work. You're right, there is some joy, and some hurts, that you'll need to understand.

Never be full, and let them to fullish you. They know, in a hard level, that your work was something very hard to do, and much of those things are super hard to get.

Never mind, don't give a fuck. They can't understand what is going on, but you my friend, really know what are you doing, so just relax and enjoy.

Don't be frustrated, it's normal to be academic avaliated, I will be with you, to share my part of happiness and knoledge.

Best wishes,

Sir Mortimer Wheeler, Free Spírit

Vencendo os paradigmas

Irmão,

É verdade quando pensas que tudo, absolutamente tudo, não passa de mera ilusão. Esse jogo de conceitos é atributo paranóico de um academicismo precário e agoísta.

A vaidade acadêmica alcança, nos dias atuais, píncaros de veneno entorpecedor. A presunção vaidosa é marca registrada dos autores, das autorias e dos direitos que supostamente provém deles.

Tudo isso, portanto, é ledo engano, pura fascinação, dramática paranóia. Firma-te, nesse momento, nos pilares da fé vida do Amor de Jesus. Ele, nosso Mestre, foi humilhado pelos "Doutores" da Lei, dos pseudo-sábios, dos vaidosos do saber.

Esses sistemas de crença, na grande maioria dos casos, não considera as pessoas nas quais a pesquisa foi alvo. Veja, que nenhum deles mencionou os verdadeiros "autores" dessa História, ou seja, os índigenas.

Relaxe e aprende. Não existirá momento melhor para expressar a tua verdadeira "maturidade intelectual", como te informamos hoje pela manhã. Acalme-se, todo esse processo, passará breve.

Sinta as vibrações de todos nós, estamos contigo e não nos afastaremos até cumprir a tarefa. A mensagem está enviada, o trabalho está feito. Plantastes, através de nós, a pequena semente da História além da matéria.

Concentre-se e medite, está chegando a hora de brilhar,

Mustafá, Espírito protetor dos Sábios e Conscientes.

sábado, 23 de agosto de 2014

Quebrando barreiras

Estar bem consigo mesmo, grande triunfo; estar mal, deseliquibrio.

Estar perto é pensar, amar e perdoar. É saber quando silenciar, é dirigir conforme o caminho.

Passo a passo tens seguido em frente, avançando pelas fronteiras do ser. Você, cada vez mais, é você mesmo.

Desiluda-se, caia na real, entenda as diferentes variantes do amor e da bondade. A fala mansa, a calma e a serenidade, exemplo que ficarão para a eternidade.

O exemplo é aula gratuita. O toque incesante do coração e da intensão, da vitória sobre si mesmo, da vida, das lutas e das situações.

Dono de si mesmo é só aquele que reina sobre suas próprias emoções. Quem abre mão da razão e adota a intuição, é mais sensível e menos orgulho, o que é razão para uns é hipocrisia para outros.

O bom senso é mãe do equilíbrio, a razão é pai da teimosia.

O sentimento profundo é nobre quando toca a consciencia do ser em piedade, humildade e caridade.

Passos firmes em direção do que é bom, do que é certo, do que é o Bem.

Um Espírito errante.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Consola-te

Mensageiro,

Estamos a par de vossa dor. É injusto, sabemos. A forte mágoa, a dor e a insegurança é dívida paga. Deus é bom e te permite saber disso.

Contudo, não temas. O labor é necessário até mesmo para o menor dos vermes e tu, em essência, não é melhor que eles.

Os reis e gigantes que agora te julgam, passarão por reencarnações de dor, igual a vossa, para aprendizagem da Humildade.

Não guarde rancor, não mantenha nenhum tipo de ressentimento e espere. Na regeneração os gigantes irão cair, essa é uma certeza.

A presunção e a pretenção, esses dois demônios nascidos da vaidade, não terão vez na Regeneração, logo, irão desaparecer da Terra. O joio será extirpado.

Aos soberbos é reservado planos inferiores. Disse Jesus: "Porque me chamas Bom? Bom só há um, que é o Pai que está nos céus."

Hoje sentes a angústia de ser julgado, faz parte, amanhã terás a sabedoria para julgar.

Estamos convosco, jamais desanime, a justiça será feita. Descanse.

Justino, auxiliar do Espírito de Justiça.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Ensaio sobre meditação

Medita-se quando é necessário.

A meditação é um Estado de consciência pura. Consciência de si mesmo e dos jogos da realidade.

A meditação é um mergulho profundo na mente. A busca pela essência primordial.

Dispensa as rédeas, solta e afrouxa as amarras da vida, reconhecendo que nem a vida, nem a morte estão sob o nosso controle.

A meditação profunda estabelece um controle básico sobre uma realidade externa. Radia e ilumina o mundo interno.

Esvazia a mente de pensamentos negativos e pensamentos tribulantes, alimentando pensamentos saudáveis.

Bloquear conscientemente fluxos energéticos nocivos e venenosos. Esses fluxos podem ser reconhecidos pelas vibrações emocionais.

Viver é reconhecer que o sofrimento é inevitável;

Compreender, através da experiência, que esse sofrimento é causado pelo desejo;

Entender que o desejo tem cura, portanto, o sofrimento também;

A vida é cíclica e tudo, absolutamente tudo, é impermanente.

A sabedoria está no presente, no passado e no futuro reside apenas a dor e a ilusão.

O violência, de qualquer natureza, é a manifestação do mal. Violência física, mental, verbal, ideológica são manifestações de um javali descontrolado.

A pacificação de si mesmo e a paz no mundo é a manifestação de uma sabedoria divina, infinita e estável.

Medite e separe-se da falsa realidade que percebe.

Shin-To-Iê!
Espírito Lama




sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Corpo fechado

É muito comum, em dias de turbulência, a procura inesgotável pela saúde física. O número de obesos aumenta, assim como o de suicidas e deprimidos. A realidade da Terra, como vale de sofrimento, é percebida como desencanto, jamais como escola sublime de redenção.

Manter a saúde física, mental e o equilíbrio emocional depende muito do conjunto de crenças que cada um de nós traz num foro mais íntimo. A repressão dos sentimentos, das vontades, dos desejos, em favor de um contexto social, é a dolorosa porção psíquica que cria o rancor, a raiva e o ódio.

A paciência, a humildade e a resignação são virtudes ímpares que conduzem o indivíduo, em exercício permanente, a um estado de perdão profundo, de si mesmo e dos outros. É a infiltração da alma e do corpo, tornando-o fluídico, percepiente e vulnerável.

Esse estado de fluidez e transparência liberta o Espírito para a realidade espiritual. Abre portas, liberando a cobrança de si mesmo, porque reconhece que cada ação gera uma reação igualmente tensional e oposta. Tudo reage ao influxo magnético. Uma boa ação repercutirá numa boa reflexão, boa obra e excelente execução. Assim, uma ação infeliz trará, inevitávelmente, uma força opressa, que encontrará na culpa uma âncora confiável.

A humildade e o perdão tornam o corpo perispiritual mais etério, fluídico e sensível à dimensão "y". A cor da aura também muda, tornando-se mais clara e luminosa. Os chacras tendem a desapegar dos desejos animais, das tensões carnais.

Tudo muda quando nossos pensamentos mudam. Se alterarmos o conjunto de crenças, aceitando humildemente que a inteligencia suprema é benéfica e mais poderosa que nós mesmos, passamos a entender que nada somos, nem mesmo capazes de controlar a realidade. Podemos, sim, entender a realidade e compreender as Leis de Deus, essa compreensão sim, nos afastará de toda a ignorância de nós mesmos.

Com amor, Bertold.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Processo difuso

Querido guerreiro,

Escrevo emocionado essa carta. Não apenas para lhe agradecer, mas por louvar a Deus e a Jesus pela maravilhosa oportunidade da comunicação com os vivos.

Morri nos campos da Normandia, sem conseguir avançar, o medo que atormentava a minha alma, jamais cessou. Mas agora, após tantos anos, vejo que tudo muda, nada é permanente, nada permanece a mesmo no universo que também é mutacional.

Meu sobrinho, serviu comigo, morreu meses depois num campo entre a França e a Alemanhã. Ele está encarnado no Brasil. Através de você consegui encontrá-lo e auxiliá-lo no caminho do amor e do perdão.

Tudo que sobe converge, tudo o que desce diverge. Por isso a discórdia é um processo difuso. Quem discorda atrai inevitavelmente as forças do mal, que gozam de prazer ao gerar a mágoa no contrariado.

Eu vi guerras serem iniciadas nesse mesmo processo. O orgulho entra em ação no simples ato da discórdia. Quem discorda, reage animalescamente. Quem compreende, estabelece um dálogo de paz.

O Espírito de Concórdia é um dos mais elevados do universo. Mesmo sem precisar concordar com o equívoco, quando você converge sobe. E subindo alcança a Deus.

Ganhaste a minha confiança Guerreiro, apesar de não ter lutado ao teu lado, visualizei a tua batalha.

Mantenha-se no controle,

Semper Fi!
Comandante Ferraz, Espírito (IIWW).

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

A coragem da espera

Mensageiro,

Agora que tendes uma noção clara da impermanência das coisas, podemos adentrar num assunto mais delicado.

A espera, o que é, e da coragem que dela provém. Milhares de pessoas ao redor do mundo são extremamente impacientes durante a espera. Irritam-se, acabam-se em lamúrias e frustrações. São completamente incapazes de esperar com paciência e resignação.

Quando escolhemos, conscientemente, o caminho através da porta estreita, sabemos de todas as provas que nos sobrevém. O justo caminho nem sempre é agradável, mas é perfeitamente trilhável através da renúncia.

Esperar, portanto, exige renúncia. É uma espécie de abdicação de si mesmo, da personalidade falsa, das instabilidades emocionais. Libertar-se disso, somente é possível através do jogo de espera. Vale dizer o seguinte: Deus, como causa primária e inteligência suprema, só consegue agir sobre os nossos pensamentos, quando nos coloca em situação de letargia.

É na espera que Deus opera em nossas sensibilidades. Ficamos mais vulneráveis, sensíveis e frágeis. Aí estando, estamos expostos as mais variadas oscilações da mente.

O objetivo é nos extrair literalmente do mundo natural e da realidade material. É possibilitar uma oportunidade de olhar de fora, essa bolha confusa que é a matéria e a sua influência.

Esse olhar "de fora" nos torna serenos e aptos e perceber a outra realidade dimensional, que é a essência espiritual e moral do globo. Mas sem essa tensão da espera, jamais conseguiríamos atingir esse ponto nevrálgico do nosso ser.

Quem espera, quase sempre está em provação, seja por limitação financeira, material, alimentar, intelectual. Esperar sem provar, seria o mesmo que alimentar-se sem matar a fome.

A renúncia durante a espera é a grande habilidade que o Espírito aprende durante a áspera prova.

Abrir mão de si mesmo e dos desejos materiais, liberta o indivíduo da oscilação "prazer-dor", lançando a pessoa em uma realidade sensorial metafísica.

Se você está esperando, bom; se está em prova, melhor ainda. Nosso conselho é: mantenha em oração, elevando o pensamento na criação de novos horizontes. Você é o que pensa, e o que pensa, você cria.

Xintoyê-Guru, Lama Tibetano

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Marlene agradece!

Meu amigo,

Não sei quem és. Mas sei que pude falar tudo que precisava. Obrigado. Eu queria dizer muito mais, infelizmente só me foi permitido falar o que disse.

Quero o bem das pessoas, jamais percebi a maldade em ninguém, é muito triste ver a filha sofrer. É triste mesmo. Mas agora tenho uma pequena esperança de que um dia ela vá ler a minha mensagem.

Obrigado meu amigo, estou satisfeita, já posso ir embora. Ainda meia confusa com o que aconteceu comigo, obrigado inclusive pela ajuda dos guias que me esclareceram a causa do acidente.

Eu estava agoniada, e agora tenho uma esperança de ser ecutada, lemnbrada e ouvida. Obrigado querido, não sei nem como te agradecer. Lá no bolacha não nos vimos naquele dia, conversamos pouco, e eu estava mais na cozinha.

Que Deus te acompanhe sempre.

Obrigado.
Marlene

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Erga-se na Fé

Irmão,

De nada adianta o sofrimento sem compreensão. Buscando sempre o melhor, irás entender, que o caminho da dor e da resignação será sempre o mais inspirador.

Na abundância e na abastânça, nada haverá a não ser o desfrute e a cobiça, é na necessidade que sentes os vigores do nervos morais. Te observamos, como qualquer outro, na lida do amor. Sabemos que as dores se acumulam e as dádivas só aumentam. Veja bem:

És centenas de vezes mais paciente do que a 10 anos atrás;

És milhares de vezes mais compreensível do que a um ano atrás;

És misericordioso, algo que a alguns anos atrás, nem cogitavas em ser;

És indulgente às mais graves faltas, mantendo-se calmo e sereno, enfrentando os problemas com maturidade e distanciamento;

És natural, sincero e honesto. Vives o presente real, um minuto por vez, distanciando-te cada vez mais do passado delituoso e do futuro ilusório;

És mais amigo, mais amor, mais piedade... jamais sonhastes em alcançar este patamar.

Buscaste, procurastes e estás, lentamente, encontrando. Esse é o tão sonhado caminho estreito, que tantos sonham, mas poucos o encontram.

Veja, a Verdade está dentro de ti. Veja o amor vive em teu seio, jamais esqueça que a chave de toda a libertação reside em ti mesmo.

Voltaremos a manifestar,

Guaíba Rache

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

O serviço mediúnico

Irmão,

O trabalho está correto e coerente. É ético e necessário. Não se cobre demais. As vezes os próprios Espíritos se atrapalham e equivocam. A grande maioria das comunicações lhe serão oferecidas por pessoas que em Terra foram ignorantes e atormentadas.

Então, quando estiver em serviço mediúnico, permita que o irmão comunicante fale abertamente, não interfira na mensagem que ele passará. Isso evitará muitos constrangimentos. Com relação aos próprios receptores das mensagens, as vezes são pessoas com um conflituoso sistema de crenças, levando a duvidarem da sua mediunidade e da sua integridade moral.

Nestes casos, a verdade prevalecerá. Mantenha-se apegado à honestidade e a fidelidade das comunicações, seja flexível, e razoável, use o bom senso e não se intimide pela curiosidade ou pelas solicitações de provas dos mortos. Muitas pessoas, como bem dizes, possuem esse "bloqueio dimensional" e, de fato, não conseguem visualizar nada além da matéria.

Quanto a ti, segue e trabalha. Confia e ora. Não se permita desviar do caminho e respeite sempre a intuição que lhe fornecemos. Entenda que somos todos falhos e que ninguém é proprietário da verdade absoluta. O verdadeiro sábio se mantém aberto à diferentes vertentes fluídicas, percebendo as variantes da providência divina em diferentes estados de Espírito.

Não esmoreça, não desanime. Lembre-se que estaremos contigo, sempre. De forma alguma incorres em algo inútil, pelo contrário, ao estender as mãos à um sofredor, estamos acolhendo o nosso próprio coração no seio do Criador. Continue o trabalho e confie em Deus.

Com muito amor,

Apleael, teu atencioso guia.

Os sonhos e as vibrações

Guardamos, dentro do nosso mundo íntimo, as impressões mentais que criamos. Somos co-criadores da nossa realidade. Nós e Deus criamos um caminho bem marcado de ações e atitudes pautadas no nosso sistema de crenças e conceitos.

O conjunto de conhecimentos e crenças, nada mais são do que o resultado das experiências, dolorosas ou prazerozas do indivíduo. O homem natural, então, flutua entre essas suas sensações primárias: dor e prazer. Ele vibra constantemente e intermitentemente nessas vibrações.

O sonho, e que a alma humana se emancipa no espaço, desbrendendo o Espírito imortal em uma desdobra temporária ao corpo físico, levo o indíviduo ou a sua individualidade psiquica a gravitar para a sua própria realidade astral.

Se é um Espírito sensual e sexualidade, terá sonhos eróticos.

Se é um Espírito violento e agressivo, terá sonhos com armas e mortes.

Se é um Espírito medroso e covarde, terá sonhos defensivos e vingativos.

Se é um Espírito humilde e caridoso, terá sonhos auxiliando os demais.

A lógica é simples. Acontece que, pela bondade de Deus, algumas almas necessitadas recebem a misericórdia de sonhar com pedacinhos do céu, mesmo sendo almas profundamente perturbadas.

A lógica é básica. Num corpo sofrido, numa alma quebrantada, sonhos consoladores são comuns, em especial envolvendo parentes desencarnados. Recebem a graça da visita memorável.

A lógica é honesta. Deus é imaterial, irrestrito e onipresente. Inteligência suprema, causa primária que favorece o rebaixado e rebaixa o soberba. E, isso, é uma Lei.

Durante o sonho do corpo, os Espíritos gravitarão, muito naturalmente, para o que realmente são. Com exceção das variações entre dor e prazer, invariavelmente o Espírito sonhará com o que é e com certeza aonde estará após a morte do corpor físico.

Era isso que tinhamos para comunicar, obrigado.
Plísius, servidor do Bem