quinta-feira, 23 de abril de 2015

Bem maior

Amado aprendiz,

Temos lhe trazido jóias do conhecimento espiritual. Por que então, continuas vacilando? Qual o motivo de tanto nervosismo? A resposta é muito simples: teu campo energético irá oscilar sempre.

Observe atentamente o passar da carruagem, sempre averá barulho externo e violência aos sentidos, mas isso... não é você.

É preciso ter uma separação bastante clara dos compromissos e do trabalho assumido, vais perceber, então, que rarísimas coisas são importante e que o resto é somente o resto.

Concentre-se então, nas tarefas que realmente importam. Todo o mais te será acrescentado pela graça do Altíssimo. Relaxe, acalme-se. Não faz muito sentido apegar-se às coisas banais, nem mesmo dar atenção ao que só traz dor.

Mantenha-se disponível, mas não abundante. Recue na medida do necessário, seja você mesmo, fale aberta e francamente, respeitando a todos, em tom de seriedade e doçura. Lembre-se: um chefe autoritário é obedecido, um lider carismático é admirado e seguido naturalmente.

Não se permita executar ações que irão te colocar sob o julgo dos demais, liberte-se através de ações virtuosas positivas, agindo em prol de si e nos demais.

Use a sua liberdade para esclarecer, para auxiliar, para orientar, para iluminar, para ensinar. Respeite a liberdade alheia, mantenha-se alerta e consciente para qualquer jogo de vaidade e sedução, não caia nessas armadilhas torpes do mundo.

Lembre-se que o amor é inesgotável, é renovável e ilimitado, use-o com abundância. Não são todos os que conseguem alcançar esse nível, a afabilidade e a doçura são patrimônio exclusivos daqueles que alcançaram a plenitude da humildade. O seu exercítio é construir o caminho até lá.

Obrigado por ler o nosso texto hoje, vamos tentar divulgá-lo mais e mais.

Abraço caloroso do teu amigo, hoje e sempre...

Pôncio.

quinta-feira, 16 de abril de 2015

A língua

Mensageiro,

Obrigado meu amado, por permitir que eu escreva através desse veículo.

A boca fala do que está repleto o coração. Dizemos, consideravelmente, coisas absurdas que, se penssássemos direito, jamais teríamos dito.

Esse impulso chama-se eloquência: dizer imediatamente o que vem a cabeça. Esse instinto animal da comunicação está ligado diretamente às emoções.

Emoções entorpecem como o álcool. As vezes nos deixamos levar pelas emoções e falamos o que jamais diriamos em sã conciência. As presenças espirituais exercem forte influência no sistema emocional.

Portanto, o que dizemos é, muitas vezes resultado de uma interação sutil-espiritual inconciente. Com a prece alteramos o nível vibratório, ajudando nossas emoções a se recomporem.

Toda a prática deve guiar o ser humano em direção à caridade e a humildade. O amor nascerá espontaneamente do silêncio interior, igual a um mar revolto que subitamente vê o sol aparecer entre as nuvens turbulentas.

Anter de falar, qualquer palavra, reflita antes. Pense entre cinco e dez minutos, as pessoas irão estranhar, mas esse é o tempo necessário para fazer clara as tuas idéias.

Segurar a língua ainda é uma das tarefas mais difíceis da humanidade.

Rajneesh, Um sábio oriental

terça-feira, 14 de abril de 2015

O senso comum

Estimado amigo,

As mensagens estão alcançando o objetivo. Basta que isso saibas. Venho lhe falar outra coisa. Existe um veneno no ar. E essa toxina se chama "senso comum".

O cotidiano asfixiante não respeita o karma de cada ser. Por isso é muito importante que não te envolvas com o que é certo e correto para a maioria.

Envolva-se com o que é correto para o que você acredita. Não leve em conta a opinião alheia, mas escute-a com amor e atenção. A prática da compreensão profunda nasce de um respeito a si mesmo.

Estar consciente do próprio saber, da própria capacidade de indulgência e paz, da nossa capacidade de estar alegres e gerar alegria.

Respeitar a si mesmo é o primeiro passo ao processo evolutivo. Perceber o quadro conceitual interno, entender a opinião alheia e ter a certeza de que a própria compreenção da existência já superou e muito a recorrente percepção do universo que os demais possuem.

Siga adiante. Procure como um verdadeiro buscador da verdade. Medite.

Estamos onde precisamos estar. Somos o que precisamos ser. Temos o que precisamos ter. Nem mais nem menos. Temos um enorme conflito com o futuro, porque inevitavelmente o futuro é responsável por gerar inumeros passados. E assim sendo, cada resposta gera mais perguntas.

Para amar é preciso dissociar-se de si mesmo, eliminar totalmente o ego separador, unir-se a existência cósmica é perceber-se como parte fundamental da criação.

Você, meu amado, só vai alcançar a iluminação e o despertamento, quando perceber que você é, na verdade, todas as coisas que lhe cercam. Todas as divisões, separações e fronteiras foram criadas pelo pensamento do homem.

Toda criação do homem é destrutiva, porque é vaidosa; na natureza tudo é belo, porque não há separação.

Rajneesh, um Espírito missionário de Oregon

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Meditar com amor

Prezado amigo das horas difíceis,

É carregando o fardo que conhecemos o seu peso, correto?

Então, é esperando que entendemos a noção do tempo, correto?

Então, passado e futuro, tais quais são, é o resultado da incompreensão humana da Vida. O passado é simplesmente uma coleção de memórias. O futuro é simplesmente imaginação e sonhos.

O presente é, de fato, a única realidade existente para o Espírito. A consciência do momento, o despertamento, o alerta... e esse momento é eterno.

O pensamento, veja, é antena receptora de ondas informativas. A mente é a emancipação da alma, centelha divina conciente de si mesma. É a mente que, através do pensamento, detecta as oscilações de humor e energia.

Então:

1. Corpo físico (hard ware): composto de tudo o que é duro e material no ser humano, ex.: carne, pele e ossos; secreções, liquidos e ligamentos; massas pastosas, gelatinosas e gurdurosas.

2. Corpo sutil (soft ware): composto de tudo que é invisível e imetarial no ser humano, ex.: pensamentos, mente, emoções, sentimentos, sensações, impressões, intuições, inteligência, racionalidade, conhecimento, cultura.

O primeiro corpo morre e renasce muitas e muitas vezes, porque é perecível, natural e orgânico.

O segundo corpo jamais morre, nunca termina, porque não é composto de matéria, nem de células, mas é basicamente um jogo de memórias

A meditação é esse estado de alerta constante. Meditar é estar permanentemente sensível as variações energéticas. Através da meditação o corpo sutil se sensíbiliza e reage, ora para o amor, as veses para a dor.

O esforço constante por se melhorar as próprias imperfeições, o serviço constante de tolerância e amor, respeitando a liberdade alheia, já é de inícia a compreensão de que o outro é você.

Veja, quando realização ações danosas equivocadas a outro ser humano, estamos, na verdade atacando a nós mesmos. Nós somos tudo aquilo que observamos. Nós somos tudo, tudo o que está na natureza, porque nós somos a natureza.

Pessoal que lidam com grande acumulo de sofrimento, tendem a gerar mais sofrimento em si e nos demais, porque é isso senhor? Reação, simples reação. O indivíduo reage incansavelmente contra si mesmo, sem percerber o ridículo de suas ações.

Meditar é ter consciência de um estado profundo de amor por si mesmo. Desse amor inefável surge a paciência, a serenidade, a paz, a calma e todas as virtudes de uma alma pacificada.

E somente quando nos amamos, podemos amar os seres que nos circundam. O verdadeiro amor leva alegria por onde passa é agradável e coerente, a ninguém contraria, a ninguém desagrada, porque isso senhor?

Aquele que aprendeu a amar profundamente é repleto de compaixão. Observa que aquele que sofre diante dele é também ele, imerso em grande sofrimento, pois não há nenhum ser vivo sequer em situação diferente na Terra.

Essa grande compaixão que emana de um coração caridoso é, na verdade, a consciência de que estamos todos mergulhados num plano muito nítido de prova, expiação e sofrimento.

Veja, aprender a amar-se é urgente, só assim é possível mão de si mesmo, renurciar-se a si e tomar a cruz. Aquele que não controlar o ego jamais conseguirá acessar as profundezas do amor.

Esta era a nossa mensagem para hoje,

Saudações,

Krishnamurti, Espírito hindu.