segunda-feira, 30 de maio de 2016

Sabe aquela pessoa...

Amigo (a),

Sabe aquela pessoa? Sim, aquela que arrasou com a tua vida, destruiu teus sonhos, te desmoralizou, te enganou, mentiu e partiu teu coração em mil pedaços?

Isso, essa pessoa mesmo, ela te traiu não foi? E se eu te disser que ela só traiu a si mesma! E se eu te falar que a armadilha do ego decepa os espertinhos. É, você confiou nela, deu tudo de si, e mesmo assim fez você sangrar em lágrimas até desidratar.

Tenha pena, misericórdia e compaixão. Se te traiu é sinal que você confiava nela(e) mais do que ela merecia. Não se entristeça. Ventos levam, ventos trazem. Tudo vai mudar. Não aceite abusos.

A felicidade reside em nós mesmos, a paz é em nós, não fora. Assim como o reflexo no espelho, distribuímos o que somos, o que temos. Se você foi enganado, a pessoa que lhe enganou é engano.

Se a mentira te magoou, a pessoas que mentiu é a própria mentira. Nossos atos não estão separados do que somos. Entende? Se você trai, é porque você é traidor, essa é a sua essência. Por isso, não sofra, não chore, não se aflija. Sabemos que a dor ficará por muitos anos, mas não foi culpa sua.

Somos muito mais do que acreditamos ser, somos nossas ações e nossas atitudes. Somos a presença, a consciência do que é correto e coerente.

Pense bem! Somos o que distribuímos por aí. Se você se empenhar em distribuir amor e gentileza, você se tornará o próprio amor e bondade, porque você é o que você faz, não importa o que diga.

Plísius, Espírito Guia

Cicatrizes

Não importa o que acontece, no fim, você irá se machucar.

No mundo tereis aflições, sem dúvida, mas são as nossas reações que determinam quem somos. O nível de maturidade que carregamos no peito.

Muito são os estímulos, as dores, as tristezas, as fraquezas, as dificuldades, as desgraças e as desventuras. Que bom! Sem desafios, jamais exercitariam as nossas virtudes.

Desejamos ser mais pacientes, chega a prova e o silêncio é necessário. Exercício. Nos tornamos melhores passa a passo, amando diariamente, esquecendo qualquer ofensa e oferecendo o melhor de nós ao mundo.

Se queremos paz é muito importante que possamos produzi-la aos outros. Um estado interno feliz só é útil se contribui com o bem geral. Otimismo, alegria e tantas outras qualidade, só chegam quando nos tornamos responsáveis por produzi-las.

Manter-se calmo e equilibrado, mesmo diante dos mais rústicos pesadelos, é búdico é espirita, é cristão. Um equilíbrio que se observa em cada árvore, cada paisagem. Uma serenidade existente nas estrelas, nos gestos, na suavidade.

As cicatrizes ficarão lá, abertas e doendo, mas e daí? Não são elas as provas mais potentes de nossas vitórias? Não são elas o registro mais coerente de nossas conquistas morais e espirituais?

Abrace a sua dor, não tenha medo de sofrer, mas controle-se e aquieta a mente. Todos sofremos. Mas alguns aprenderam e iluminar-se a si mesmo. Pois só a dor pode ampliar as nossas virtudes, o nosso amor, o nosso desapego, nossa paciência e generosidade.

Não se preocupe com o futuro, não importa o que você planeje, será diferente.

Ame-se. Perdoe-se.

Valorize-se a ponto de fazer as pazes com você mesmo, aceitando a realidade como ela é, sem forçar a barra para mudar algo. Levante-se e ande. Não aceite nada menos do que o melhor para você.

Eu te desejo paz e felicidade!