sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Pagando pra ver

Você já se viu naquela situação que acha que está indo tudo bem, de que está ganhando e vencendo na vida e depois bem outra leva forte de sofrimento?

Isso, segundo Buda, é Dukka.

Não é um demônio específico, nem mesmo uma entidade que chega para atormentar.

Dukka é o seu lado feio.

É o seu desejo, sua ganância, sua vontade de que as coisas fossem diferentes do que realmente são.

Kardec, ao perguntar às entidades venerandas sobre os nossos "podres" supreendeu-se com a seguinte respostas:

"Tudo de ruim no ser humano, advém do interesse pessoal."

Quando você projeta as suas vontades em situações e pessoas, está oferecendo ao Universo uma receita de desastre.

É você apegado ao que chama de prazer e felicidade. Sem saber que, na verdade, isso que chama de prazer e felicidade já é você, é a sua essência.

Só o amor genuíno pode desvendar a mente do egoísta e transformá-lo em fonte inesgotável de amor. Mas observe e seja honeste cominho, você já entrou num relacionamento para ser abandonado?

Foto 

Já buscou um emprego para receber pouco? Já entou em qualquer aposta para perder? Já amou alguém consciente de que não seria recíproco?

Em resumo, já se doou sem esperar nada em troca?

Aí está. O vento não espera gratidão do seu frescor... ele apenas venta.

O sol não espera elogios para a sua luz... ele apenas brilha.

Os pássaros não querem premiassões para os seus cantos... eles apenas cantam.

Tudo na natureza cumpre uma função sem esperar nada em troca, percebe?

E você, o que tem feito naturalmente sem esperar nada em troca, ou sem interesse pessoal?

Foto 

Você tem se doado? Ou se vitimiza e se faz de "coitadinho", alegando sempre que o mundo é injusto com você.

Quando você realmente se libertar do ego e deixar as coisas serem como são, sem forçar ou tentar controlar nada, vai perceber que o amor movimentas energias e tudo o que você sempre quis estava bem próximo de você, mas o seu desejo por outra coisa afastava a sua atenção daí.

Então, porque não pagamos para ver? Vamos lá! Silenciar a mente, acalmar a alma, tranquilizar o coração e deixar as coisas sem acontecer.

Um sábio estudante de aramaico e copta, lingua antiga falada pelos hebreus em Jeruzalem, traduziram literalmente o nome do demônio que atormentou Jesus no deserto e sabe qual foi a tradução fiel da palavra:

PREOCUPAÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário